terça-feira, 13 de maio de 2008

Todos somos representações.

Algumas são mais simples, outras não.
Eu olho para as pessoas e sei que o que elas materializam, não é o que elas são. Que as coisas que elas dizem não são as coisas que elas realmente pensam (ou não todas). Eu penso tudo que penso, e quando vou transformar isso em palavras ditas, já não é mais aquilo que se está dizendo.
É tosco, não é?
É complicado pensar demais, não controlar os pensamentos. Saber que as coisas são momentâneas e...
Sei lá...
Mais uma vez eu tinha muita coisa pra escrever sobre esse assunto, mas na hora, tudo voa. Voa pra longe.
Nossa, eu tenho tanto potencial e desperdiço tudo nessas depressões chatas e inúteis que me dominam!