segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Um jogo "insignificante".

Mentir é tão feio...
Mas tem suas consequências. A dor lá no fundinho não vai sumir, e se você não sente, uma hora você vai cair na real que ela existe.

Primeiro, era só um clássico pelo campeonato "regional". Depois que perdem, fazem um drama, colocam a culpa em deus (lê-se árbitro) e no mundo, se ofendem tanto que chegam a cogitar a possibilidade de "abanadonar" o campeonato. Um jogo tão insignificante que agora querem oficializar denúncia por um erro "fatal", "cruicial para o resultado da partida". Mas, uma partida tão insignificante! Por que tanta revolta?

Ah sim, os "injustiçados" gremistas! Aqueles que lutam "contra tudo e contra todos", aqueles que SEMPRE tomam no c* (com ou sem duplo sentido), e fazem de tudo pra saírem por cima (ou por baixo, depende da preferência).

Ah claro, o Grêmio foi superior ao Inter. Por que será? Será que foi por que cada vez que u jogador do Inter tocava na bola, recebia uma porrada que fazia a jogada parar? Ah, claro que não, isso é a "garra" tricolor! Cada um dá o nome que achar justo.

O erro de arbitragem mais "revoltante e significativo" para eles foi um impedimento mal marcado, que nem se sabe se resultaria em gol, já que o gol foi "marcado" depois do apito assinalando o impedimento. Existem os goleiros, sabiam? Ah, não, alguns esquecem de fechar as pernas.

Mas, claro, a expulsão de um zagueiro alteraria em absolutamente nada o histórico do jogo. A não-expulsão do último homem da defesa do time adversário não é um erro grave. Principalmente quando o time prejudicado tem dois jogadores de extrema velocidade, como no caso de Taison e Nilmar. Não, isso de modo nenhum falicitaria um contra-ataque efetivo do Internacional.

Depois de assistir a um jogo em que o time azul esqueceu da bola no 1º tempo, saem se julgando melhores, mesmo perdendo por 2X1, com um jogador que não foi expulso por erro de arbitragem, que beneficiou-os, sim, além dos jogadores com cartão amarelo que eram logo substituídos para não darem mais porrada, e correrem o risco de serem expulsos, e onde o time vermelho, mesmo com tudas essas adversidades que vao contra a prática de um esporte limpo, consegue superar suas dificuldades de escalação por um técnico gremista (pois o Tite tinha condições de ter escalado um grupo muito melhor), as dificuldades de um time rival composto por 11 carniceiros, e encerra o jogo com 2 a 1 em favor.

Hmmm, também teve a ida do saudoso goleiro Victor à área colorada no fim do jogo, para tentar desesperadamente um EMPATE contra o Sport Club Internacional.

E ainda querem que eu engula que eles só estão preocupados com a "Libertadores", que o gre-NAL foi só um "jogo-treino".

Mas, um conselho, é melhor se preocuparem mesmo com a Libertadores, porque talvez tenham de assistir a segunda fase pela SporTV, também. Quer dizer, talvez eles consigam passar pelo "poderoso" Boyacá Chicó e derivados, se não, vão ter que se contentar com o 10º (décimo) fracasso na Copa Libertadores da América.

3 comentários:

Leonardo disse...

Mas olha só... Eu sabia que eras colorada, mas não sabia que eras uma grande entendida do esporte bretão. Legal!

Leonardo disse...

Mas olha só... Eu sabia que eras colorada, mas não sabia que eras uma grande entendida do esporte bretão. Legal!

Kaio Cezar disse...

Quero vê domingo; aaaaaaa